São Lourenço da Mata adere ao consórcio da Frente Nacional dos Prefeitos para compra de vacinas – Prefeitura de São Lourenço

São Lourenço da Mata adere ao consórcio da Frente Nacional dos Prefeitos para compra de vacinas

Publicado em 08 de março de 2021, por Ascom São Lourenço | Categoria: Destaque
O prefeito Vinícius Labanca aderiu nesta segunda-feira (08), ao consórcio da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) para aquisição de novas doses da vacina contra a Covid-19. A iniciativa tem o intuito de acelerar a vacinação em São Lourenço da Mata.
De acordo com o chefe do Executivo, a aquisição de novas vacinas é essencial para imunizar um maior número de pessoas na cidade. “São Lourenço da Mata não pode ficar de fora dessa iniciativa tão importante nesse momento. Estamos juntando esforços para conseguir imunizar nosso povo e salvar o maior número de vidas possível. Encaramos a pandemia com responsabilidade e esse ato é mais uma aposta na ciência e na vida”, disse Labanca.
O mandatário assinou o projeto de lei acompanhando pelo secretário de Saúde, dr. Cláudio Falcão. O texto será enviado à Câmara de Vereadores de São Lourenço da Mata, em caráter de urgência, com a intenção de acelerar o processo de aquisição de vacinas. “Enviamos o projeto para apreciação dos vereadores. Tenho certeza que os parlamentares vão analisar com muito carinho, pois se trata de um tema emergencial para a saúde pública do município. Todos os poderes da cidade estão atuando em conjunto para salvar vidas e vacinar a população”, enfatizou o gestor.
No último sábado (6), a prefeitura realizou, em ação conjunta com secretarias e órgãos municipais, serviços de prevenção e combate ao novo coronavírus. “Começamos a intensificar as atividades de combate à pandemia. Equipes da Vigilância Epidemiológica, Defesa Civil, Controle Urbano e agentes de combate às endemias (ACE) estiveram na rua distribuindo máscaras e álcool em gel para população. Teremos mais ações desse tipo para conscientizar os munícipes e conter o avanço da Covid-19”, concluiu o prefeito.



UTILIDADE PÚBLICA