São Lourenço da Mata - Prefeitura Municipal
Página Inicial » Governo » São Lourenço da Mata decreta estado de emergência

São Lourenço da Mata decreta estado de emergência

Em: Governo - Data: 28 de maio de 2018

Da Secretaria de Comunicação

Fotos: Victor Patrício

Após reunião extraordinária de secretariado, realizada na manhã desta segunda-feira 28, o prefeito Bruno Pereira assinou o Decreto nº 25/2018, que estabelece o estado de emergência em São Lourenço da Mata até a resolução da crise de desabastecimento de combustíveis decorrente da paralisação nacional dos caminhoneiros, que já dura oito dias.  O decreto veio acompanhado da prorrogação do ponto facultativo nos órgãos da administração direta e indireta da administração municipal até a quarta-feira 30.

REUNIÃO Prefeito Bruno Pereira convocou secretários para avaliar impacto da crise

O decreto coloca como prioritário o abastecimento de veículos nas área de saúde, educação, assistência social, segurança, limpeza pública e manutenção de estradas. “Estamos trabalhando para assegurar que os serviços essenciais sejam mantidos. Convocamos os secretários para avaliar o panorama de cada pasta e, com isso, traçarmos uma estratégia de atuação até que a situação se normalize”, afirmou o prefeito.

Os caminhões que fazem a coleta de lixo na cidade foram abastecidos na manhã desta segunda-feira 28, e trabalharão em esquema especial para regularizar a coleta em todo o município no menor prazo possível.

Apesar do ponto facultativo, os serviços essenciais estão garantidos. Ambulâncias, Samu, Tratamento Fora do Domicílio (TFD), transporte de pacientes que fazem hemodiálise e de crianças portadoras de microcefalia e seus acompanhantes continuam em funcionamento, assim como as unidades básicas de saúde e o Hospital Petronila Campos e o cadastramento do Bolsa Família.

As aulas nas 45 unidades de ensino da rede municipal de educação estão suspensas por causa dos problemas no abastecimento dos veículos que fazem o transporte escolar. “As aulas serão repostas após a normalização dos serviços”, disse o secretário de Educação, Gleibson Cavalcanti.

De acordo com as previsões do Governo Federal e do Estado, mesmo com o encerramento da greve nacional os serviços públicos levarão algum tempo para retornar à situação de regularidade existente antes do movimento.

Durante a vigência do decreto, que será revogado assim que a crise acabe, a Secretaria de Administração tem autonomia para adotar as medidas necessárias para garantir o funcionamento dos serviços essenciais.

Prefeitura Online
Prefeitura Online
Questões, dúvidas, problemas? Estamos aqui para ajudá-lo!
Connecting...
Não estamos disponível no momento. Por favor, tente novamente mais tarde.
Estamos ocupado no momento. Por favor, tente novamente mais tarde
Você tem uma pergunta? Escreva para nós!
:
:
Esta sessão de bate-papo terminou