Governo - Data: 12 de maio de 2020

São Lourenço da Mata adota novas medidas restritivas para combate ao novo coronavírus

Página Inicial » Governo » São Lourenço da Mata adota novas medidas restritivas para combate ao novo coronavírus

O município de São Lourenço da Mata amanheceu, hoje (12), com dois bloqueios: o primeiro, na PE-05, nas proximidades do Hotel Emoções e o outro no bairro da Muribara, próximo ao Hospital Municipal Petronila Campos (HPC). Os bloqueios, realizados em parceria com o 20º BPM, BPRv, Detran e Diretoria Municipal de Trânsito e Transporte, fazem parte das novas medidas adotadas pelo município, em cumprimento do novo decreto estadual nº 49.017, assinado na última segunda-feira (11), pelo governador Paulo Câmara.

Para Bruno Pereira, as restrições do novo decreto estadual, que coloca em quarentena cinco município da Região Metropolitana do Recife (RMR), entre elas, São Lourenço da Mata, são importantes para continuar salvando vidas. “As novas medidas foram adotadas com base em projeções científicas, cujos indicadores mostram uma real necessidade para aumentarmos ainda mais o isolamento social, e assim, evitarmos um maior número de pessoas infectadas com o novo coronavírus (Covid-19), em Pernambuco. Por isso, sou a favor das medidas, principalmente do isolamento social para preservar vidas e diminuir a propagação do vírus; bem como, do uso obrigatório de máscaras”, destacou o prefeito.

Bruno explicou também que as medidas decretadas pelo governo estadual serão ampliadas no município. “Nossa gestão já está finalizando a implantação dos novos 40 leitos de retaguarda, para atender a população; além dos bloqueios impostos pelo estado, que serão instalados nos principais pontos de entrada e saída da cidade. Também estaremos redobrando o trabalho da força tarefa para evitar quaisquer aglomerações e faremos novos pontos de higienização pela cidade para os moradores lavarem as mãos”, enfatizou o prefeito.

Ainda segundo Bruno, a Prefeitura de São Lourenço da Mata está adotando as determinações de maneira educativa, a partir desta terça-feira (12). Já no próximo sábado (16), serão obrigatórias e seguiram até o dia 31 de maio, com penalidades para quem descumprir as novas exigências. “No município, já foram distribuídas mais de 20 mil máscaras, e distribuiremos ainda mais para quem necessita; principalmente agora que seu uso se tornou obrigatório. Também serão sinalizados com bandeiras os locais com maior risco de contaminação”, pontuou Bruno.

Além das novas medidas a serem adotadas, a Prefeitura dará continuidade aos esforços que já vêm sendo empregados para prevenir a propagação do novo coronavírus (Covid-19, no município, como por exemplo, as ações que atendem a população que se encontra em situação de vulnerabilidade social, com a entrega de mais de três mil cestas básicas; a iniciativa “Anjos da Noite”, realizada em conjunto pelas secretarias municipais de Saúde e de Assistência Social, que visa oferecer atendimento de saúde e suporte alimentar às pessoas em situação de rua; e a higienização dos locais públicos, postos de saúde, prédios públicos, feiras livres e mercados municipais.

Confira as novas medidas estaduais a serem praticadas em São Lourenço da Mata:

  • Torna-se obrigatório o uso de máscaras por toda a população;
  • Restrição na circulação de pessoas: os moradores deverão sair apenas para realizar atividades essenciais, como obtenção de serviços médicos, desempenho de atividades ou serviços essenciais, prestação ou utilização de serviços bancários, portando documento de identificação e comprovante de residência, além de comprovar a finalidade do deslocamento. Os trabalhadores essenciais deverão portar uma declaração que identifica o serviço a ser prestado ou carteira funcional;
  • Rodízio de veículos: serão permitidas até três (3) pessoas por veículo, incluindo o motorista, em datas ímpares somente poderão circular veículos com dígitos finais da placa ímpares, e em datas pares aqueles com finais de placa pares;
  • Supermercados e hipermercados devem fechar 2/3 das vagas de estacionamento, deixando no mínimo 15 vagas disponíveis, restringir a entrada de número de clientes somente a 50% da capacidade do estabelecimento, e limitar a entrada de uma (1) pessoa por família, além de disponibilizar álcool gel nos caixas e na entrada do estabelecimento.