São Lourenço da Mata - Prefeitura Municipal
Página Inicial » Saúde » Hospital Petronila Campos oferece atendimento ambulatorial obstétrico

Hospital Petronila Campos oferece atendimento ambulatorial obstétrico

Em: Saúde - Data: 19 de dezembro de 2017

Para acompanhar e prestar todos os cuidados as gestantes são-lourencenses, recém-nascidos e seus familiares, o Hospital Municipal Petronila Campos (HPC), no Parque Capibaribe, conta agora com atendimento obstétrico ambulatorial. As consultas são feitas pela médica especialista, Dra. Nadegi Queiroz, sempre nas tardes das segundas-feiras.

Para o prefeito, Dr. Gabriel Neto, a saúde vem sendo tratada como prioridade em seu governo. “Encontramos essa área do nosso município em estado de sucateamento. Mas com muito trabalho e dedicação, já estamos reequipando a maternidade e o bloco cirúrgico do HPC, para que a população tenha um serviço descente e digno. Vale lembrar, que já renovamos a frota de ambulâncias da cidade, além de já termos autorizado um levantamento para que seja feito a reforma em diversas unidades de saúde”, enfatizou o prefeito.

Já Josineide Silva, gestante de alto risco, com 37 anos, que foi atendida na última segunda-feira (18), no HPC, afirmou que foi acompanhada de perto pela equipe de saúde. “Fui muito bem acompanhada no posto, e agora, o hospital está oferecendo um acompanhamento humanizado e com qualidade. Me sinto bem atendida e vejo que minha gestação está sendo monitorada da melhor forma pela médica e toda equipe”, disse Josineide.

Dra. Nadegi adianta que as consultas são voltadas para gestantes com gravidez de alto risco. “O acompanhamento visa oferecer às grávidas uma assistência mais criteriosa no pré-natal. Orientamos as pacientes como seguir a gestação de forma saudável. Fazemos toda triagem, identificamos as patologias e assim, encaminhamos para as especialidades necessárias, como dermatologia, nutricionista, psicologia, infectologia e outras mais. Além de informar à gestante, qual o melhor tipo de parto para cada caso” ressaltou a médica.

 

A gestação de alto risco se dá, comumente, em mulheres acima dos 35 anos, usuárias de drogas, fumantes, aidéticas, diabéticas, hipertensas, com doenças crônicas, adolescentes, entre outros casos. Durante o acompanhamento na Unidade Básica de Saúde (UBS´s), as pacientes que se enquadrarem no perfil, são encaminhadas para Secretaria de Saúde, na Vila do Reinado, para marcarem a consulta no Petronila Campos. Para a marcação, as pacientes devem comparecer com o encaminhamento médico, caderneta de gestante, cartão do SUS, e comprovante de residência, além de documento oficial com foto.